Modernização de aplicações: como a Creditas avança em sua jornada cloud native

A redução do custo operacional, o aumento da agilidade na implantação de novos projetos e a melhoria da experiência do cliente são algumas das vantagens que justificam a modernização de aplicações por empresas que buscam destaque no meio digital.

No entanto, a atualização para o cloud computing não acontece da noite para o dia. É uma jornada que envolve uma série de reflexões, como nível de criticidade das aplicações, cultura da empresa, metas do negócio, de acordo entre as áreas da companhia, disponibilidade financeira e qualificação da mão-de-obra para operar no novo ambiente.

Kubernetes, a chave para a modernização de aplicações

Acordadas essas questões, o Kubernetes, tecnologia de código aberto para orquestração de aplicações em containers, é um alicerce estratégico para as empresas alcançarem altos patamares de eficiência com a modernização de aplicações.

Os benefícios da plataforma - a padronização do uso de infraestrutura para suportar estratégias multi-cloud -, o elevado nível de automação para eficiência ímpar na operação, o formato self-service de infraestrutura, que permite mais agilidade e autonomia dos times de desenvolvimento, o consumo mais eficiente de infraestrutura, que traz redução de custo e o fácil ganho de escala para acompanhar o crescimento de usuários dos serviços ou picos sazonais - fazem dela a escolha certa.

Para entender como a Creditas, fintech unicórnio de empréstimo com garantia e cliente da Getup, trabalha em sua jornada de modernização conversamos com o André Luiz Bernardino, Engineering VP da empresa.

Kubernetes, a chave para a modernização de aplicações

Encontre oportunidades na Jornada Kubernetes

O Kubernetes já faz muito por você e a Getup faz o resto. Oferecemos apoio técnico e estratégico para encontrar oportunidades na sua operação.